segunda-feira, 19 de abril de 2010

O Nome do Vento


E está finalmente acabado, este Sr. Calhamaço! E com muita pena minha, digo-vos. É que é apenas o primeiro livro de uma prometida trilogia, ou seja, a história ficou a menos de meio... E para ajudar à festa, ao longo das últimas páginas são-nos dadas várias pistas sobre o que vai acontecer nos livros seguintes. Coisas do género: "e ainda não vos contei isto nem aquilo!". É honestamente irritante, mas o resto do livro compensa.

Compensa tanto que nem sei por onde começar. Talvez por dizer a primeira coisa que me veio à cabeça, quando virei a última página: Épico. A sério, não tenham dúvidas, se há coisa que este livro é, é épico. Um relato minucioso da vida de um... não sei como o definir, Kvothe não é o nosso herói típico. E daí talvez seja. A ver se me consigo explicar.

Normalmente, os heróis dos livros (e filmes e etceteras), são uns espectaculares espécies da raça humana, altos e espadaúdos, superiores à maior parte da pessoa, tanto física como moralmente, e ou são nobres rebeldes, ou mendigos ambiciosos. Kvothe não. Tem uma constituição normal, e o seu forte é o intelecto, que é muito (muito, mesmo), acima da média.

Tudo começa de forma interessante. Aquilo que parece ser um simples estalajadeiro, não o é realmente, e quando um Cronista chega à sua estalagem (já agora, mesmo nas últimas páginas há um desenvolvimento interessante acerca disto), determinado em escrever a história de do lendário Kvothe, o estalajadeiro, de nome Kote (e que se percebe logo que não é simplesmente um estalajadeiro, a poucas linhas do início), revela-se, e começa a contar a sua história.

Bem, tem de tudo. Familiares assassinados, uma vida pobre e miserável, uma Universidade-estilo-Hogwarts-embora-bem-diferente, os poucos amigos leais, as donzelas, as criaturas lendárias, a "magia" (é complicado, se lerem percebem), entre tudo aquilo necessário a um bom livro de fantasia.

E que óptimo de livro de fantasia que este saiu! Simplesmente fenomenal. Das melhores coisas que tenho lido nos últimos tempos! Eu sei que digo isto muitas vezes, mas que querem, tenho sorte. E acreditem, as 966 páginas deste não me impediram nem um bocadinho de o ler em sensivelmente 1 semana, com aulas pelo meio e tudo. Só para verem, estou com pouca vontade de ler o próximo livro da pilha, apetecia-me antes o segundo volume desta trilogia!

7 comentários:

Goldalsky disse...

Olá.
Foi exactamente com essa sensação que eu fiquei. Mas animemo-nos. O escritor já acabou o segundo livro (e pelos vistos é maior que o primeiro) e já enviou para a editora. Agora é só esperar que todos os procedimentos estejam cumpridos e que a tradução esteja feita. Estou esperançado que antes de 2011 iremos ter o nosso "The Wise Man's Fear". =)

Rui Bastos disse...

A sério? :O Ora aí está algo que eu não sabia :P Ainda é maior, omg o.O Mas ainda bem, que venha, que venha! =D

Lars Gonçalves disse...

Era bom que o segundo também sai-se para o ano cá ;)

Rui Bastos disse...

Oh se era ^^

R. disse...

Adorei este livro é tal e qual dizes: épico. Gostei da forma como o autor "montou" a história, sabias que ele passou cerca de dez anos a aperfeiçoar o livro?
E é um daqueles que eu gosto, enormes que só eles mas que quando acabamos sabe-nos a pouco =P
Já leste Eragon e afins? Pode parecer um pouco infanto-juvenil se julgarmos antes de ler (e pelo filme, o filme é um desastre) mas são muito bons também.
Enfim, basta esperar por Março (The wise man's fear) e pelo Verão/final do ano para ter o 4º e último da suposta trilogia do Eragon.
Boas leituras =) (e boa sorte para a tua demanda épica)

Rui Bastos disse...

Não sabia :o

Já li o Eragon, o Eldest e o Brisingr, e fui-me desilundido aos poucos, mas tenho esperanças que o quarto volume seja melhor ;)

E mal posso esperar por Março!

Obrigado =D

Sonhadora disse...

Adorei este livro, também!
Antes de o ler pensei que fosse um pouco chato, mas lá comecei. Como as expetactivas não eram muitas, demorei um pouco a entrar na história, mas mal consegui perceber bem o que se estava a passar, não descansei. Gostei mesmo muito e estou ansiosa pelo próximo.