segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Clube de Sangue


Mais um livro de Charlaine Harris, da saga "Sangue Fresco", que continua a seguir a história de Sookie Stackhouse, uma empregada de mesa perfeitamente normal, tirando o facto de ser telepata e o de ter Bill, um vampiro, como namorado.

Desta vez, Sookie vê-se a braços com uma traição de Bill, o seu consequente desaparecimento, e a "obrigação" que tem de o ajudar, depois de tal lhe ser pedido por Eric, Pam e Chow, os 3 vampiros que gerem o Fangtasia, o bar de vampiros da zona.

Novamente de destacar, é a escrita de Charlaine Harris. Simples, rápida quando precisa de ser rápida, lenta quando precisa de ser lenta, não perdendo muito tempo em descrições excessivamente pormenorizadas (que não são propriamente más, mas que neste tipo de história não encaixairiam), e cómico o necessário para a personagem que conta a história, Sookie.

Como nos dois livros anteriores, vemos uma Sookie divertida, corajosa, realista e, embora com poucos estudos, perspicaz e inteligente. Ao contrário dos outros livros, temos um Bill que está ausente durante a maior parte do livro, e um Eric que se aproxima mais de Sookie, e surge como uma personagem "mais principal". Entra também uma interessante personagem nova, Alcide Herveaux, um lobisomem, que vai ajudar Sookie na sua missão de salvar Bill.

O mundo dos vampiros, com o seu quotidiano, os seus rituais, e os seus hábitos de vida, está, novamente, brilhantemente retratado. Desde o mais simples pormenor, como o facto de não darem apertos de mão, ou o facto de não comerem nada, apenas beberem sangue, até a coisas mais complexas, como a (estranha) hierarquia que gere o seu mundo, e os seus rituais de cura, entre outros.

Atrevo-me até a dizer que tanto esta caracterização brilhante do mundo dos vampiros, como a forte caracterização de Sookie, que está perfeita, ou lá perto, são os pontos fortes desta saga. Embora, como ponto negativo, destaque o enredo, que desta vez me parece um bocadinho menos conseguido, mas nada por aí além, continua a ser bom na mesma, e a ser, sem dúvida, uma leitura mais do que agradável.

Agora é esperar pelo quarto livro, "Sangue Oculto", já aí, dia 22 de Janeiro!

7 comentários:

DiAleX disse...

tantos livros a "imitar" ou pelos menos a basearem-se no tema da saga twilight já começam a enjoar um bocadinho... Vampyros? Fangtasia? "Give me a break..." ;)

Rui Bastos disse...

Tens azar, que esta saga, pelo menos os primeiros livros, são anteriores ao Twilight e companhia. Por muito, quem copiou quem, foi a Meyer.

t i a g o disse...

tenho mesmo de experimentar esta saga, pá...!

Rui Bastos disse...

Tens mesmo!

PallasAthena disse...

Ola. Bem já tenho o primeiro volume da saga na estante à espera. E dps da tua critica devo dizer que fiquei ainda mais curiosa.
Boas leituras.

Pedro disse...

Comprei a saga de propósito em inglês, para ler sem interrupções e esperas! =(

Ainda só li dois...

=/ a ver se trato disso (ainda por cima Harris vem cá a Portugal!).

Rui Bastos disse...

PallasAthena, ainda bem que te pude aguçar a curiosidade :p

Pedro, então andaste a comprar a saga em inglês para leres tudo seguido, e vais dois livros atrasados? xD Vá, vá, tens que ler! ^^