quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Os Cinco Suspeitos


Este livro provou-me pelo menos uma coisa sobre esta autora. Que embora a base de Poirot seja sempre a mesma (a psicologia, e as suas "célulazinhas cinzentas"), o método de investigação varia muito.

Talvez isso tenha a ver com os casos que lhe são apresentados, que são sempre originais, sendo esse, para mim, um dos pontos mais fortes dos seus livros. Desde crimes resolvidos em meia-dúzia de conversas, passando por resolver crimes passados há 16 anos, como é o caso deste.

Quando uma jovem rapariga procura Poirot para que este o ajude a esclarecer o que realmente aconteceu há 16 anos atrás, quando o seu pai, um famoso pintor, foi morto, e a sua mãe tida como culpada desse homicídio, nada parecia fácil para o investigador. Afinal, resolver um crime passados 16 anos, não pode ser pêra doce.

Mas a verdade é que Poirot deita mãos ao trabalho, e chega a uma conclusão, depois de conversar com toda a gente, e de ter vários relatos sobre o dia fatídico.

Desta vez foi mesmo o método com que Poirot resolveu o crime, que me espantou. 16 anos depois do crime, de alguém ter sido acusado e preso como culpado, Poirot descobre tudo. Mas tudo mesmo. Conversou com as testemunhas daquele dia, pediu-lhes um relato escrito, juntou-os na mesma sala, e descreveu aquilo que se passou, como se tivesse estado lá, naquele dia.

Um detective assustadoramente brilhante, um livro brilhantemente escrito.

5 comentários:

t i a g o disse...

Parece-me interessante o facto da investigação ocorrer apenas 16 anos depois. E tenho a certeza que ele também "jogará" com as supostas falhas de memórias das personagens... muito interessante.

p a t r í c i a * disse...

Nunca li nenhum livro da Agatha Christie, mas quero experimentar, um dia.
Esse Poirot parece-me que tem uma mente demasiado brilhante... no entanto, não li o livro e nunca li livro da Agatha Christie. Não sei como é que ele resolve os crimes... até deve ter lógica.
Afinal, é um detective, não é?


Já agora, criei um novo blog de livros, passem por lá :D

Rui Bastos disse...

Tiago, tens toda a razão, ele joga com isso tudo, e muito mais!

Patrícia, experimenta que fazes bem ^^

Lívia disse...

Olá! Nunca li nada da Agatha Christie, mas fiquei bem curiosa para ler esse, parece bem interessante! Gosto muito desse gênero de livros, adoro Sherlock!
=)

Rui Bastos disse...

Se ainda não leste nada, lê rapidamente! Eu também adoro Sherlock, e embora quando se fale de detectives ambos estes nomes venham à cabeça das pessoas, a verdade é que são bem diferentes! ;)