sexta-feira, 15 de julho de 2011

Harry Potter e os Talismãs da Morte (Parte 2)



E é com este lançamento histórico que acaba a saga de filmes de Harry Potter.

A história que desde cedo me é muito querida, vê por fim findada a sua versão cinematográfica.

As minhas expectativas, ligeiramente rebaixadas pelos últimos filmes, dividiam-se entre o muito altas e o tristemente baixas. De qualquer forma, e como boa fã da saga de J. K. Rowling, não podia perder a estreia de 14 de Fevereiro (um dia antes do que veio a estrear no Reino Unido).

E eis que David Yates não só subiu milhares de pontos na minha consideração, como também me proporcionou uma das experiências cinematográficas mais intensas de sempre.

Sim, adorei Harry Potter e os Talismãs da Morte Parte II. Sem dúvida o melhor filme da saga, extremamente bem realizado, numa adaptação perfeita do grande final ao grande ecrã. É certo que a história foi encurtada, algumas cenas ligeiramente alteradas, mas afinal, cinema não é literatura.

Neste último (grande) filme, conhecemos uma maior intensidade emocional e nostálgica, algo perdida nos últimos filmes, contrabalançada com uma boa dose de acção e suspense, alguns mistérios revelados, outros deixados em aberto, e uma cena final de levar às lágrimas e a pedir mais. Porque afinal, dizemos adeus a um rapaz desajeitado, estranho e incompreendido, nada mais que a alegoria de um adolescente comum, que cresceu connosco.

E é já com saudades que aconselho que se adoras Harry Potter vai já a correr ver o filme, se não gostas, apressa-te ainda mais.

1 comentário:

Laura disse...

Já o vi, mas não me importo nada de correr para o ver outra vez LOL
está lindo *.*