quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Orgulho Asteca / Sangue Asteca


"Orgulho Asteca" e "Sangue Asteca", originalmente só um livro, "Aztec", escrito por Gary Jennings, provavelmente o melhor escritor de romance histórico de sempre. Para escrever este livro, que por cá foi dividido ao meio por causa da sua extensão (970 páginas +/-), Jennings passou 12 anos a viver no México, para estudar e reunir informação.

O livro começa em 1530, quando, depois de os espanhóis quase extinguirem o povo asteca, o Imperador Carlos, Rei de Espanha, pede ao bispo do México, Juan de Zumárraga, detalhes sobre a vida e os costumes deste povo. O bispo decide então convocar um ancião, de seu nome Mixtli, que significa Nuvem Escura, para que este lhe relate os pormenores que o Rei pediu.

Mixtli não se faz de rogado, e conta toda a sua história, desde criança, até àquele preciso momento, intercalando factos, com divagações suas. Mixtli conta, pormenorizadamente, tudo aquilo porque passou, desde que se formou como escrivão, até ao seu curto tempo como guerreiro, o seu sucesso como pochtéca (mercador), entre muitas outras coisas, mostrando que a sua vida, foi em tudo semelhante ao percurso da nação asteca: épica, heróica, com altos e baixos.

Quanto à escrita, é completamente espectacular. A crueza e naturalidade com que os mais terríveis acontecimentos nos são descritos, é algo absolutamente chocante. As descrições são nem muito alongadas, nem muito curtas, dizendo o essencial, realçando alguns pormenores, mas, no fundo, conseguindo captar a essência das coisas.

Sem dúvida um grande livro (neste caso 2), absolutamente chocante e brutal. Um romance histórico que quase merecia um género literário só para ele. É um livro que retrata o choque entre 3 civilizações: a asteca, com todos os seus deuses e rituais sangrentos, e uma mentalidade completamente diferente de tudo o que já se tinha visto, a espanhola do séc. XVI, com o cristianismo como principal motivador de tudo, e a do leitor, que vê no livro algo completamente de novo nestas duas civilizações e no choque entre elas as duas.

Definitivamente aconselhado.

9 comentários:

Canochinha disse...

Só vou ler mais um livro pequeno a aeguir ao actual e depois pego nestes 2. Todas as opiniões são excelentes! :)

Rui Bastos disse...

Com um livro deste calibre, só podem haver opiniões excelentes. Não tenho dúvidas que seja uma das maiores obras-primas da literatura actual!

Jacqueline' disse...

Reparei que estes livros estavam com grande destaque hoje, quando fui a biblioteca. Não pensei que fossem tão bons! Espero lê-los brevemente

Rui Bastos disse...

Autênticas obras-primas! Só não são recomendados a pessoas mais sensíveis, mas tirando isso... xD

Paula disse...

Eu já adquiri a obra, agora só falta ler. Gostei de ler a tua opinião.
Abraços!

Paula disse...

Eu já adquiri a obra, agora só falta ler. Gostei de ler a tua opinião.
Abraços!

Arisu disse...

Boa Rui! Adorei a proposta! De certo irei ler. As capas é que me inquietam. Parecem as de "Genésis".
;D

Rui Bastos disse...

Paula, obrigado, e fico à espera da tua opinião ;)

Arisu, as capas estão espectaculares! E lê, que não te arrependes!

Anónimo disse...

como faço para baixar o livro?