sábado, 6 de setembro de 2014

Fantasy & Co

daqui

Já há algum tempo que tenho este blog na minha pasta de favoritos "A ler". O Fantasy & Co sempre me despertou a curiosidade: é uma iniciativa interessante e surpreendentemente regular.

Mas o que é o Fantasy & Co? E porque é que estou a falar dele?

Simples. É um aglomerado de jovens autores portugueses da área do Fantástico, que publicam regularmente contos do género. Como tal, decidi adicioná-los de alguma forma à minha mais recente Temporada Temática, a Lusofonices.

Investiguei um pouco e cheguei à conclusão que estão ali mais contos do que seria saudável eu tentar consumir de forma regular durante os próximos tempos, sem descurar o resto das leituras. Felizmente, organizam antologias, que já estão todas sacadas e no e-reader, à espera da sua vez.

Tenho boas expectativas, digo-vos já. Os autores residentes são a Carina Portugal, a Inês Montenegro, a Leonor Ferrão, a Liliana Novais, o Pedro Cipriano, o Pedro Pereira, o Ricardo Dias e a Sara Farinha, quase todos nomes que eu já conhecia "do meio". Juntem-lhes convidados como a Ana C. Nunes, a Ana Ferreira, a Andreia Ferreira, a Carla Ribeiro, o Carlos Silva, o Fábio Ventura, o Nuno Almeida, o Pedro Ventura e o Vítor Frazão, e têm ali um plantel de nomes reconhecíveis de antologias, e-zines, eventos e iniciativas variadas!

O que eu vos aconselho é a visitarem o blog e a perderem-se por lá um pouco. Eu cá aviso, quando tiver novidades. É sempre bom ver iniciativas destas!

6 comentários:

Joel-Gomes disse...

O Vítor Frazão e o Carlos Silva são mais regulares (principalmente o Frazão) do que a Leonor Ferrão ou o Ricardo Dias são residentes.

Rui Bastos disse...

Só sei o que dizem no blog, que nunca o acompanhei...

Inês Montenegro disse...

O Vitor Frazão e o Carlos Silva eram residentes que entretanto deixaram a equipa fixa =) A Leonor e o Ricardo tornaram-se residentes mais recentemente, daí as diferenças no número de contos.

Obrigada pelo post, Rui, fico à espera das opiniões ;) (Num aparte, tenho de dizer que considero os meus contos não-antologia melhores que os que tenho em antologias :P)

Rui Bastos disse...

Merci pelo esclarecimento. Em princípio as opiniões começam a aparecer no mês que vem :)

Quanto ao teu aparte, não tenho que te fazer, aquilo tem demasiadas coisas :p o meu plano é ler as antologias, e depois explorar os outros contos dos autores que mais me agradarem.

Anónimo disse...

Já li a Antologia dos 7 Pecados e acho que existem contos interessantes (Achei o Gula Perturbador - versão pdf -, o Ira fez-me lembrar algumas coisas interessantes e o último Tudo ou Nada está realmente bem construído.);
História de um Mal, da Inês Montenegro, precisa duma melhor edição (Não sei se houve algum erro do ficheiro mobi.), mas tanto a nível ortográfico como a nível sintáctico existe ali algo que ela devia rever (Uma ideia, que eu não é só dizer mal; na história devias separar os pensamentos dos outros da acção do protagonista, talvez com recurso a itálicos... uma ideia só.);
Vou a meio do Halloween e confesso que a Menina que não Gostava de Doces está divertido, mas gostava de ler a sua continuação :D; a Morte Branca é um daqueles contos que gostam de transformar as coisas mais fofas do mundo num terror (A sério? Um coelhinho branco????) e também me diverte - não gostei do final mas acho que em termos descritivos está muito bom - talvez uma metáfora cliché com cenouras fosse o ideal para finalizar o conto...

Mas fica a promessa que vou continuar a ler.

Francisco Fernande

Rui Bastos disse...

Assim fico curioso, Francisco ;)