domingo, 18 de julho de 2010

Se Acordar Antes de Morrer


Uma colectânea de contos de Ficção Científica... de um autor português!

Primeiro pensamento: os deuses editoriais devem estar loucos!

Segundo pensamento: os autores portugueses são mais de lamechices, filosofices e reflexões... o que é que irá sair daqui?

Terceiro pensamento: que se lixe, vou mas é ler!

E agora que li... WOW! Não fossem as referências a Lisboa e afins, eu nunca acreditaria que o autor é português.

É que isto é FC a sério, não tem historietas com pistolas laser (bem, tem pistolas laser... mais ou menos. Mas não só!), é pure hardocre Sci-Fi.

Ainda por cima contos. Contos! Num meio onde já só se publicam sagas, ou sagas condensadas num único e gigantesco volume, aparece uma colectânea de contos, essa forma de escrita tão sub-apreciada...

Ainda por cima João Barreiros fá-lo com mestria relativa. Quer a parte do conto, quer a parta da FC. E só ali tenho o "relativa", pois o autor usa e abusa dos palavrões técnicos, que podem dificultar a leitura (e tudo o que é demais enjoa), apesar de ser compreensível... Afinal, é FC!

Quanto aos contos em si, espantou-me a originalidade fora do comum... Uma Horda de brinquedos à procura de alguém que brinque com eles; uma brilhantíssima homenagem a H.P.Lovecraft; a evolução levada ao extremo; gatos modificados para serem assassinos... Há de tudo!

Até uma infeliz crítica, no meio de outras muito bem feitas. O autor critica a sociedade, critica a educação (de forma particularmente eficaz), e... critica a Fantasia. O doloroso "Fantascom" custou a ler... E não digo isto por ser fã confesso deste género, mas porque esta crítica borda o insulto a Filipe Faria, a todos os autores e leitores de Fantasia, bem como ao próprio género!

E eu gosto de criticar, mas insultar desta maneira... vamos lá ter calma, sim?

Bem, tirando isso, adorei. Verdadeira FC, com uma escrita simples (tirando a linguagem técnica) e directa, genuinamente portuguesa, e recheada de ideias geniais, desenvolvidas por uma imaginação fora do comum...

Quarto pensamento: onde é que encontro mais coisas deste homem?

9 comentários:

Snow White disse...

Interessante e com uma homenagem a lovecraft. Contudo, acho que o deixo para quando esgotar o que tenho ainda para ler.

Ana C. Nunes disse...

Já tive oportunbidade de ler dois contos do autor em antologias distintas e por isso mal posso esperar para ler esta antologia que é só dele.

Álvaro de Sousa Holstein disse...

«Até uma infeliz crítica, no meio de outras muito bem feitas. O autor critica a sociedade, critica a educação (de forma particularmente eficaz), e... critica a Fantasia. O doloroso "Fantascom" custou a ler... E não digo isto por ser fã confesso deste género, mas porque esta crítica borda o insulto a Filipe Faria, a todos os autores e leitores de Fantasia, bem como ao próprio género!

E eu gosto de criticar, mas insultar desta maneira... vamos lá ter calma, sim?»

Infelizmente não é o único caso na antologia.

E um pequeno reparo, a maioria deles de hard sf não tem nada.

Rui Bastos disse...

Snow White, fazes bem. Lê, mas com tempo e paciência... Pode-se tornar uma leitura bastante pesada, mas ainda assim aconselhada!

Ana, quais é que leste?

Álvaro, a meu ver, são vários os de hard sf, mas talvez isso seja apenas um efeito secundário do meu fraco conhecimento do género, que mesmo assim, modéstia à parte, considero razoável. Talvez me possa ajudar com essa definição, escrevendo para o mail aqui do blog queaestantenoscaiaemcima@gmail.com. Teria muito gosto em que o fizesse, e até me daria um jeitaço!

Páginas de inspiração disse...

Eu tenho este n minha lista de livros para ler, lol. Quando vou as livrarias ou a qualquer centro comercial com fim de procurar livros coloco sempre o nome do livro e autor num papel e se nao tiver é no telemovel. xD continuem com o exelente trabalho.

Sara disse...

olá,

Deste autor já li "Desney no Céu entre os Dumbos", quando andava no secundário. Também conheço "A Verdadeira Invasão dos Marcianos", mas nunca li.

Ias gostar de o conhecer, ele também não gosta nada do Principezinho...:)

cumps

Rui Bastos disse...

Obrigado ^^

Sara, ando num rodopio, a ver se encontro outros livros deste autor...

Não gosta do Principezinho? Já me agrada xD

Sara disse...

Depois de ler o livro fui assistir a uma palestra dada pelo autor...Ele começou a falar dos livros que não gostava e um deles era o Principezinho...causou logo um tumulto :)

Os livros são dificeis de encontrar, a única vez que os vi à venda foi numa feira do livro à um ano ou dois, em Fnac´s e isso nunca lá vi...esse dos dumbos por exemplo era uma edição limitada...

cumps

Rui Bastos disse...

Pois, a ficção científica portuguesa não pode ter muita visibilidade, não é? -.-

Enfim... A ver se tenho sorte :p