sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Jules Verne


Jules Verne (ou, como é, na minha opinião, erradamente chamado por cá, Júlio Verne) nasce em Nantes, a 8 de Fevereiro de 1828, e morre em Amiens, a 24 de Março, de 1905. Um dos mais famosos escritores de todos os tempos, Verne é o autor mais traduzido em todo o mundo, segundo estatísticas da UNESCO, tendo escrito mais de 80 livros, que foram traduzidos para 148 línguas.

Verne é tido como um dos primeiros e principais precursores da ficção científica, tendo descrito nos seus livros, muito detalhadamente, coisas como o submarino, as botijas de oxigénio para o mergulho, uma Paris do séc. XX, uma viagem espacial, entre muitas outras coisas, várias delas, antes mesmo de serem inventadas, ou de acontecerem.

Embora seja um dos "pais" da ficção científica, o género que mais escrevia, e que misturava com a ficção científica, era a aventura. Quase todos os seus livros são sobre viagens, ou sobre destinos longínquos para a maior parte das pessoas. Há quem diga que a sua infância vivida perto do porto e das docas, o terá influenciado para esse género literário.

O seu livro mais conhecido, é "A Volta ao Mundo em 80 Dias", a par com "As 20.000 Léguas Submarinas", e "Viagem ao Centro da Terra", mas o primeiro foi "5 Semanas em Balão", publicado em 1862, depois de Verne dar início à sua carreira literária, ao associar-se ao experiente editor, Hetzel, que trabalhava com nomes como Alfred de Brehat, Victor Hugo, George Sand e Erckmann-Chatrian.

Há vários livros editados depois da sua morte, por seu filho, Michel, que chegou mesmo a escrever alguns capítulos que faltavam. Além disto, existem inúmeras adaptações cinematográficas e televisivas das suas obras, que também servem de inspiração para muitas outras coisas.

2 comentários:

Aline disse...

Hy,
Tinhamos ate pouco tempo um autor brasileiro que escrevia no estilo de Verne, era Rodrix.
Fiquei sabendo num dia na livraria, pois todos estavam afoitos em busca de seus livro, justamente na semana da sua morte.
Estou pra postar, mas falta pesquisar mais e ler algo dele!
beijos

Rui Bastos disse...

Não conheço, mas é sempre a mesma coisa, muita gente só fica famosa depois de morrer...