domingo, 28 de dezembro de 2014

OLS: Agora digo eu! [3]


Um desafio que se arrastou mais do aquilo que eu estava à espera. Malditos sejam vocês todos (os seis) que participaram! E se alguém pensou que eu não ia cumprir, é favor ler a primeira parte da resposta, a segunda, a ronda bónus, e ficar para ler esta terceira e última!

Sem mais demoras, vamos às sugestões do Artur Coelho, que até respondeu ao desafio por conta própria, no seu blog. Deixem-me dizer que foi a lista que mais me fez googlar...

Primeiro, Hypnotherapy For Dummies, para o Dr. Caligari. Não tenho nada engraçado a dizer sobre isto. A única coisa que o Artur conseguiu foi fazer-me lembrar da existência deste filme, que tem um ar fantástico. Verei nas proximidades!

Depois, Sublime Dreams of Living Machines, para o T-800, que caso alguém não saiba, é o Exterminador de Exterminador Implacável, também conhecido como Arnold Schwarzenegger. O livro, esse, é uma descoberta fantástica, um livro sobre a história do autómato e, mais importante ainda, da ideia do autómato. Fantástico. E isto agora é injusto, mas imaginei o Schwarzenengger a tentar ler um livro desses, e ri-me. Só que pronto, isto não tem piada, porque o tipo é na realidade uma espécie de génio...

NASA Main Shuttle Crew Operations Manual para o Buck Rogers. Tenho a sensação que o tipo se ia rir e descartar isto, mas não conheço a personagem bem o suficiente. Esta sugestão leva pontos bónus por mencionar o tipo que aparece na capa da Amazing Stories que vem na capa do Terrarium!

Para fechar esta desafio, vamos aos contra-desafios anónimos de um anónimo muito anónimo, que decidiu ignorar o meu desafio e perguntar-me o que é que eu oferecia a este a àquele. Decidi aceitar, vá, em nome do espírito da época, que tão frequentemente me falta.

Portanto, o que é que eu oferecia ao Barreiros (que ele não tenha já)? Bem, não sei o que é que ele tem ou deixa de ter, e sei que tem mais livros do que é razoável acumular dentro de uma casa sem que esta comece a rebentar pelas costuras, mas vou arriscar. Tendo em conta que é a única pessoa que existe mesmo e que talvez até veja o meu blog de vez em quando, era porreiro se me respondesse. Ouviu? O que é que tem a dizer quanto a Contos de fadas politicamente correctos2001 nights (já é a segunda vez que aconselho este livro, em três dias, deviam mesmo dar uma olhadela), ou o Cidade-túmulo?

Para o George Martin é mais complicado. Li menos coisas e conheço pior o seu estilo de escrito, portanto não posso especular tão bem quanto ao seu estilo de leituras. E tirando o óbvio, que o Francisco Fernandes já fez, de lhe oferecer um livro de dietas e afins, não sei muito bem o que sugerir. A não ser que... Claro! Os livros do Joel! Para o Martin ver como é que se faz o que ele faz, à là tuga, de forma mais interessante e complexa!

Agora ao Harry Potter. A minha vontade é ir procurar guias de coisas para tótós, porque o rapaz não faz nada de jeito ao longo dos sete livros, mas acho que lhe oferecia Hogwarts: Uma História, com uma dedicatória a dizer "acho que se tivesses lido isto, tinhas sido útil", e depois gravava a reacção da Hermione.

Para terminar com estas sugestões, e de vez com o desafio: o que é que eu oferecia ao Doctor? Excelente pergunta. Podia dizer tanta coisa. Mas estranhamente, há um livro que me surge na mente, e que nem sequer li: O jogo do mundo, de Júlio Cortázar. Fiquei a conhecê-lo muito recentemente, no Fórum Fantástico, a propósito do seu centenário, e faz todo um sentido. É um livro que se pode ler pela ordem que nos apetecer, e para o qual o próprio autor sugere duas sequências de capítulos, incluindo uma, linear, do capítulo um ao cinquenta e seis, em que se ignoram os últimos noventa e nove capítulos. Ah! Era mesmo isto!

E pronto, dou por terminado o desafio e a minha contribuição para a Operação Livros no Sapatinho, da Imaginauta. Como retribuição, fico à espera de novidades quanto ao projecto!

4 comentários:

artur coelho disse...

spoilers: o dr. caligari hipnotizava as suas vítimas...

Rui Bastos disse...

I know! Vou ter que ver este filme nas proximidades... Aquilo tem um ar fantástico e surreal.

Jules Pijey disse...

Vá, até fizeste um bom trabalho com esta brincadeira, tens os meus sinceros parabéns! Mas como parte dos 6 que te deram trabalho tenho de dizer que tiveste desafios à altura!
De qualquer das formas este último do anónimo muito anónimo gostei da prenda do Harry, foi direitinho ao meu coração potterhead que concordou a 100% com essa ideia! Esse do Doctor agora também quero ler, não é?

Rui Bastos disse...

Merci! Eu sabia que ias gostar da sugestão do Harry Potter :p E não sei do que estás à espera para arranjar Cortazar e me emprestares, eheh