terça-feira, 14 de setembro de 2010

A História de um Sonho


Um livro mágico, de certa forma surreal. De um autor muitas vezes comparado a Freud, a história tem, como pano de fundo, os sonhos.

Fridolin e a sua mulher Albertine, são um casal que dá extrema importância aos sonhos. Vivem-nos intensamente, e contam-nos sempre um ao outro, numa tentativa de os interpretarem.

Mas Fridolin vai, bem acordado, ser introduzido a um mundo novo, através do seu amigo Nachtigall, mundo esse repleto de sensualidade e erotismo, onde vai conhecer uma bela mulher. E por causa dessa mulher, Fridolin vai viver uma espécie de sonho, ainda que bem real...

A escrita é envolvente, detalhada q.b., e o escritor faz uso de uma técnica que me agradou bastante, o (fui googlar, que eu não sabia o nome) "monólogo íntimo", que permite ao leitor saber de forma bastante explícita e destacada aquilo que se passa na mente da personagem.

Gostei, pois normalmente, quando um livro está escrito na terceira pessoa, não se costuma dar muita importância aos pensamentos mais íntimos das personagens, por serem, na maior parte das vezes, desnecessários, e com a sua utilização a ter o risco de "dar palha", ou "encher chouriços", seja lá qual for a vossa expressão favorita.

Mas pelo menos neste livro, Schnitzler usa essa técnica, com bastante sucesso até, e faz dela parte integrante da história, deixando-me ainda mais ansioso por saber o que ia acontecer a seguir, e como é que tudo ia acabar!

Por fim, deixo-vos com a lengalenga do costume: leiam este livro, mas NÃO nesta edição.

2 comentários:

Ne disse...

ola primeiro que tudo: adoro o nome do blog ahahah boa mesmo!

segundo, so tenho esta edição =s e comecei a le la hoje. vamos la ver...

Ne disse...

ola primeiro que tudo: adoro o nome do blog ahahah boa mesmo!

segundo, so tenho esta edição =s e comecei a le la hoje. vamos la ver...