quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A Dama Pé-de-Cabra


Este livro, com 2 contos deste autor português, foi um dos que me surpreendeu. Nem fazia parte daqueles que eu queria, inicialmente, trazer para casa, mas acabou por vir (já que comprei a colecção toda), e surpreendeu-me pela positiva.

Quando o comecei, nas primeiras páginas, não estava a gostar muito. A história do primeiro conto "A Dama Pé-de-Cabra", era-me vagamente familiar, não fosse ela uma conhecida lenda portuguesa, que eu decerto já tinha lido algures.

Havia ali qualquer coisa que não estava a soar bem, algo que não batia certo... E só quando pesquisei um pouco, é que percebi o que era: faltava-lhe o subtítulo, "Romance de um Jogral". Mistério resolvido. De repente, a divisão em trovas, a linguagem mais típica da época medieval, o próprio tom em que a história é contada, passaram a fazer mais sentido.

E a partir daí, foi um caso de "primeiro estranha-se, depois entranha-se", que se cimentou com o segundo conto, "A abóbada", história que apreciei bastante, sobre a construção do mosteiro da Batalha, que envolve um arquitecto, que desenhou e comandou a sua construção, desde o início, até ao momento em que cegou, e foi considerado inválido para o trabalho, pelo próprio rei, que lhe concedeu, pensava ele, descanso, ao arranjar um outro arquitecto, estrangeiro, para acabar a obra.

É um autor que eu não conhecia, e que vou, de certeza, procurar mais qualquer coisa, para ver se a impressão com que fiquei destes dois diminutos contos se mantém.

Por fim, deixem-me dizer um bocadinho mais do mesmo: a edição não presta. Acho que já o referi em quase todas as outras críticas aos livros desta colecção, mas não me canso de o dizer... Como já vi alguém dizer (não me lembro quem, desculpem), acho que preferia que os livros custassem 2 ou 3 euros, e viessem com uma melhor qualidade!

4 comentários:

tonsdeazul disse...

A LeYa tem em edições de bolso, "Lendas e Narrativas I e II" num só livro. Estes dois contos também se encontram por lá. Vale a pena, pois compila os melhores contos do autor.

Alice disse...

Penso que é geral a opinião que expressas acerca da edição. Alguns dos livros até são bastante bons mas a edição é tão fraquinha, tão fraquinha que eu acabei por comprar apenas 2 ou 3 e depois desisti. É uma pena que se aposte numa colecção com estes títulos e depois não se tenham cuidados mínimos com a edição da mesma.

Pedro disse...

Eu adoro o conto da Dama Pé-de-Cabra, tenho pena de não ter o livro completo de Alexandre Herculano.
Mas "A abóbada", ainda assim, consegue ser dos meus contos portugueses preferidos, não só pela história em si, de facto fascinante, mas porque temos mesmo o mosteiro da Batalha e podemos admirar a abóbada!

Já agora, tu que és bem curioso, hás-de ir ao túmulo deste escritor no Mosteiro dos Jerónimos. Macabro :| a citação lá escrita é aterradora!

Rui Bastos disse...

Tons de azul, hei-de procurar ;)

Arisu, nem me digas nada, é simplesmente horrível...

Pedro, tenho que ir procurar isso :O