segunda-feira, 12 de maio de 2014

Que as citações nos caiam em cima [50]


"Pensei: «Chega-se a um momento na vida em que da gente que se conheceu são mais os mortos que os vivos. E a mente recusa-se a aceitar outras fisionomias, outras expressões: em todos os rostos novos que encontra grava as velhas feições, para cada uma arranja a máscara que melhor se lhe adapta»."


As Cidades Invisíveis
Italo Calvino

4 comentários:

Beky disse...

aiii, quase que peguei nesse para ler, mas depois fui para o Garcia Marquez... Estamos quase em sintonia!!!

Rui Bastos disse...

Márquez! *vénia*

Mas tu lê-me este, demoras uma tarde e é LINDO.

asesereis disse...

Um pouco mórbido esta frase.

Fez-me lembrar uma história que a minha avó (Oitenta anos) conta:

"O último irmão dela morreu ao pé dela e ela vem ao pé da recém-viúva, cunhada portanto, e diz-lhe:
O A*** morreu...
A viúva bate com a mão no peito e abana a cabeça:
- Não tá nada morto.
E vira-se a minha avó:
- Não, não está...Olha, já não morre é outra vez."


A última frase é de alguém mesmo calejada pela morte de todos os seus familiares...

Rui Bastos disse...

Um bocado mórbida, sim, mas muito forte. Tal como essa frase que mencionas!